Revestimento para piscinas

0
703

Penna Arquitetura e Interiores

Azulejo

Por ser mais barato e fácil de encontrar, o azulejo é o revestimento para piscina mais comum e mais antigo com disponibilidade no mercado. As opções de formas, cores e desenhos propiciam diversos tipos de acabamentos estéticos, uma vez que também colaboram no aspecto visual da água. Contudo, o material cria limos, precisando de limpeza regular.

Cerâmica

O lado bom desse tipo de revestimento para piscina é que o material apresenta boa resistência e durabilidade, tanto aos produtos químicos como aos raios ultravioletas. Outra vantagem é que elas dificilmente acumulam sujeira, uma vez que o tipo de argamassa de rejunte é mais flexível. Por esse motivo é o mais comum em piscinas públicas e de competição. A oferta de cores, formas e aspectos são excelentes para o design planejado.

Pastilha de vidro

Podem ser um tipo de revestimento de piscina não tão barato, mas é ótimo para acabamentos e para a estética desejada. Como são materiais pequenos, as pastilhas podem acompanhar o desenho planejado, mesmo que haja curvas no projeto. Contudo, por este mesmo motivo, sua aplicação requer mão de obra especializada, pois seu trabalho é mais meticuloso. A manutenção é simples já que sua superfície impede a criação de limos, porém o uso de produtos químicos pode alterar a sua durabilidade.

Vinílicos

Para aqueles que procuram o custo benefício na hora de construir sua piscina, uma boa opção é usar materiais vinílicos. O vinil pode ser aplicado sobre o concreto e funciona como impermeabilizante, o que funciona como um adiantamento de etapas. Outra vantagem é que a aplicação é rápida, barata, fácil de limpar e não precisa do uso de rejuntes na sua construção. O grande problema desse tipo de revestimento de piscina é o caso de ocorrer furos no vinil aplicado, pois somente empresas especializadas estão aptas para fazer a manutenção.

Pedras

Optar por pedras pode ser um custo caro para o orçamento na hora de planejar a construção de sua piscina. Elas são ótimas para a estética, pois produzem um efeito bonito e uniforme, além de não absorver tanto calor. Seu grande revés é que elas tendem a acumular mais sujeira que os outros materiais.

Fibra de vidro

Essa é outra ótima opção para quem quer poupar custos e tempo na construção. Sua instalação é rápida, porém precisa ser cuidadosa para não apresentar bolhas e futuros vazamentos. Durável, não acumula sujeira, fungos e bactérias.
Fonte: Instituto da Construção.

Fonte: Instituto da Construção.

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here