Gases de efeito estufa uma nova ameaça mundial

0
33

Recentemente o Greenhouse Gas Bulletin que é o principal relatório anual da agência climática da ONU na qual ela monitora todos os gases perigosos na atmosfera desde o período pós-industrial, ou seja, desde 1750 apontaram que os níveis dos gases de efeito estufa alcançaram patamares recordes.

De acordo com a organização meteorológica Mundial (OMM) os níveis globais de CO2 (dióxido de carbono) 405,5 partes por milhão (405,5 ppm) em 2017, um valor um pouco
acima já registrado no ano de 2016 que era de 403,3 ppm e 400,1 de 2015. O grande problema apontado pela OMM foi que a ultima vez que a terra teria registrado estas taxas
elevadas na concentração de CO2 na atmosfera, teria sido em torno de 3 a 5 milhões de anos atrás quando temperatura da terra de 2 a 3 graus Celsius mais elevada e o nível do
mar era de 10 a 20 metros mais alto que hoje.

Devido se tratar de milhões de anos atrás, muitas pessoas se perguntam como os  pesquisadores tem estas estimativas de como era a terra naquela época. Mas as estimativas
das concentrações de CO2 foram feitas através de dados de até 800 mil anos atrás, onde estes valores são baseados em dados extraídos de bolhas de ar que foram preservadas no gelo nos pólos norte e sul do planeta, como Antártida e Groelândia. Onde uma análise do
material fossilizado permitiu chegar a esses dados de como era a atmosfera terrestre a cerca de 3 a 5 milhões de anos atrás.

De acordo com a ONU os países mais poluidores são em primeiro lugar a China seguida de Estados Unidos, Índia, Rússia e Japão na qual são os líderes. Já em sexto lugar vem o Brasil, Alemanha, Canadá, México e Irã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here