Feirinha do PEVI: muito mais que uma venda de alimentos.

0
391
Feirinha do PEVI: muito mais que uma venda de alimentos.

Estava assistindo o vídeo que o Alexandre Galego fez da Feirinha do PEVI na Casa Vida e ficou bem claro a colheita, o transporte e a venda, o que consegue transmitir o que se é chamado de sistema alimentar. Sendo esse sistema difícil de definir devida sua complexidade, pois ainda há a parte do plantio e do preparo do alimento e do consumo entre outros  incontáveis processos até a chegada do alimento no prato das pessoas, no nosso caso, em grande maioria, dos cidadãos rio-pardenses.

 

Vídeo Alexandre Galego

A alimentação é um ato de extrema importância, pois é através dela que temos energia para viver e fazer todas as outras atividades que a sociedade necessita. Na mesa dos brasileiros, acaba existindo um contrassenso, pois somos o país de maior diversidade de biomas, povos e culturas e apenas 10 produtos são responsáveis pela metade do que comemos sendo eles: arroz, feijão, pão francês, carne bovina, frango, banana, leite, refrigerantes, cervejas e açúcar, sendo responsável por 45% dos alimentos na despensa dos brasileiros.

O ministério da Saúde criou um Guia Alimentar para a População Brasileira com  o intuito de orientar as escolhas alimentares da população, destaco uma delas, que é separar um espaço no prato para diferentes cores, sabores e origens, que além de garantir uma alimentação mais saudável, também contribui uma relação mais próxima com os alimentos e com quem os produziu.

O problema começa quando o alimento é transformado em mercadorias (commodities) e para facilitar a comercialização, acaba se perdendo a relação do consumidor diretamente com o produtor, pois as “mercadorias” estão centralizadas em mercados e hipermercados. O gigantismo dessas empresas acaba criando uma concorrência desleal para o pequeno produtor, devido a estratégia de negociação das redes de supermercados.

Desde modo, o PEVI- Projeto Esperança e Vida se encaixaria como um “pequenino” produtor rural, mas com uma intenção muito grande e nobre que é ajudar no financiamento do tratamento da dependência química, afinal nós (PEVI) somos uma Comunidade Terapêutica que esta localizado em um sitio, não um sitio que produz alimento, mas uma Comunidade que proporciona um espaço para cultivar vidas, que em algum momento acabou se perdendo no processo dessa longa experiência de vivencias que podemos chamar de vida. Então não podemos perder nossa essência, mas sabemos que o dinheiro, em uma sociedade capitalista é fundamental para nos mantermos de portas abertas e continuar a fazer o que nos é essencial, oferecer tratamento para dependência química. Sendo assim, ao utilizar os alimentos que são disponibilizados pela feirinha do PEVI, além de estar contribuindo para sua saúde, também estará contribuindo para a manutenção do PEVI e ajudando diretamente no trabalho executado para muitas pessoas que estão sob nossos cuidados. Pensando desta forma, verá que não estamos de braços cruzados esperando ajuda, estamos fazendo tudo que é possível para conseguirmos manter o Projeto Esperança e Vida de portas abertas, como esteve há 27 anos e com certeza continuará por muito tempo, afinal nós que trabalhamos lá, acreditamos em um ideal, e ideias não morrem, mesmo que eu ou outro alguém futuramente não esteja mais lá, outros, com ideias novas com certeza estarão.

Colabore com o PEVI você também!

Mantenha uma relação direta e amigável com as pessoas que produzem o alimento que você e sua família consomem, nos faça uma visita.

Feirinha do PEVI na Casa Vida acontece todos os sábados das 8:00 as 12:00
Rua: Prefeito Francisco Gonzaga Franco, 780 – Jd. Aeroporto. Próximo a igreja do Loreto.
Faça seu pedido com antecedência pelo whatsapp 99899-7294 e fale com o Sidnei.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here