Etapas de uma REFORMA | Penna Arquitetura e Urbanismo

0
267
Fonte: https://casa.abril.com.br/ambientes/5-erros-de-reforma-que-vao-pesar-muito-no-seu-bolso/

Uma reforma completa é composta por muitas fases. Tudo deve ser muito bem planejado e cada etapa deve ser realizada no momento certo, com o acompanhamento adequado. Pode ser que a sua reforma tenha etapas diferentes, tudo vai depender do seu projeto e das necessidades do seu imóvel. Reuni aqui os serviços mais comuns de serem executados e a ordem que eles geralmente acontecem.

 

Planejamento

Planejamento Fonte: https://blog.ipog.edu.br/engenharia-e-arquitetura/projeto-arquitetonico/

Antes de sair derrubando paredes ou modificando qualquer detalhe é preciso planejar. É recomendado que você faça uma lista com tudo o que gostaria de modificar nos ambientes e defina o orçamento disponível para a obra. Uma dica, para você ter uma ideia dos custos, é pesquisar na internet o valor médio de materiais e mão de obra. Portanto, tendo essa ideia inicial do que você quer modificar, e o quanto você deseja gastar, procure um profissional para fazer o projeto. Também deve-se contratar um profissional para analisar como está a estrutura do seu imóvel e quais medidas devem ser tomadas. Essa etapa de projeto é essencial, já que quando a obra é realizada sem o projeto, há uma grande chance de você ter mudanças no meio do caminho, fazendo com que a reforma demore mais tempo para ser finalizada e com que os gastos sejam maiores. Geralmente, o arquiteto irá te entregar tanto as plantas técnicas, para orientar os profissionais envolvidos em cada uma das partes da reforma, quanto imagens 3D para te ajudar a compreender melhor o resultado final e ver como cada espaço irá ficar.

Questões burocráticas

Com o projeto em mãos, seguindo todas as normas, ainda é preciso resolver algumas questões burocráticas, como a aprovação do condomínio ou da prefeitura municipal. Além disso, o arquiteto irá solicitar a liberação da obra no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU), fazendo o recolhimento do Registro de Responsabilidade Técnica (RTT), para que a reforma seja realizada dentro das normas. Vale lembrar também que, caso a obra seja realizada em um condomínio, é importante solicitar as regras para a reforma, como o horário que ela pode acontecer, entrega e retirada de materiais, entre outros.

Início dos trabalhos

Fonte: https://www.aarquiteta.com.br/blog/como-proteger-o-existente-da-obra/

Definido o projeto, o orçamento e os fornecedores, é hora de colocar a mão na massa. Proteja as áreas que ainda não serão usadas e desocupe os ambientes que serão reformados. Caso você vá manter itens existentes no imóvel, eles devem ser protegidos durante a reforma. Geralmente utiliza-se plástico bolha, papelão, lona e fita adesiva.

Demolição

Fonte: https://www.vivadecora.com.br/pro/arquitetura/reforma-de-apartamento/

É a etapa em que começa o descarte dos itens que não serão utilizados no novo imóvel, como piso velho, algumas paredes, louças antigas, etc. Também são realizados os cortes para as mudanças de pontos elétricos e hidráulicos, e para a criação de nichos. Lembre-se que todo o entulho deve ser descartado de forma correta, portanto, é necessária a contratação de caçambas, especialmente as que tenham autorização para o descarte em local correto.

Construções/Modificações

Fonte: https://www.jz.eng.br/dicas-para-construir-uma-parede-de-alvenaria/

Depois de retirar o que era necessário, começa a fase de construir as novas necessidades e fazer as modificações estruturais necessárias. As novas paredes são levantadas, sejam elas de drywall, bloco ou tijolo comum.

Instalações Prediais

Fonte: https://www.gesuengenharia.com.br/instalacoes-prediais/

Com o “esqueleto” na obra pronta, é hora de fazer os ajustes necessários nas instalações prediais. Nesta fase serão feitos os novos pontos de instalação elétrica, além de previsão de automação e infraestrutura de ar condicionado. Para esse tipo de serviços será necessário contratar um eletricista, pois é ele quem vai puxar novos pontos de tomada e da iluminação.

Além disso, também é neste momento que serão feitas as mudanças hidráulicas, como a criação de novos pontos de água, de bacias sanitárias, chuveiros, torneira, entre outros. Neste caso, será necessário contratar um encanador para realizar o serviço.

Vale lembrar que é indicado que haja uma avaliação para verificar como está o estado da fiação e dos encanamentos.

Preparação para o acabamento e Gesso

Fonte: http://iacorlux.com.br/flog/album/forros-em-drywall-forro-em-drywall-sem-acabamento-no-jardim-paulista

Chega a hora de preparar os ambientes para receberem o acabamento da obra. Caso o imóvel ainda não tenha contrapiso, é preciso regular o chão para a instalação do piso. Também é necessário fazer a impermeabilização das áreas molhadas, como banheiros, cozinha e lavanderia, para evitar que, durante a lavagem, não haja infiltrações.

Além disso, se na sua reforma for previsto um forro de gesso, este é o momento para a sua instalação. Por ser um serviço que faz muita sujeira, deve ser feito antes dos acabamentos e após as instalações de infra, já que a fiação já estará toda preparada para depois receber as luminárias. Porém, é indicado que ele seja instalado apenas nas paredes que não receberão revestimentos até o teto, já que o acabamento fica melhor quando o forro é instalado após o revestimento.

É interessante também fazer a instalação das esquadrias nesta fase, para evitar que o seu forro seja molhado, caso chova.

Amaciamento de portas e paredes

Fonte: https://www.vivadecora.com.br/revista/como-emassar-parede/

Logo após os requadros, reconstruções e gesso chega a hora de iniciar a regularização das paredes e do forro com a massa corrida e lixamento posterior. Caso as portas sejam novas ou irão receber pintura, elas são lixadas, amaciadas e repintadas para dar um melhor acabamento no aspecto final. Assim como a instalação do gesso, esta etapa também faz muita sujeira, por isso sempre é realizada antes dos acabamentos finais.

Pintura (1ª demão)

Fonte: https://japinturasereformas.com.br/servicos-de-pinturas-em-sao-caetano/

Após amaciamento já é possível dar a primeira demão de pintura, que ainda não é a fase final, já que a última demão é sempre no final da obra. Essa primeira demão é preferencialmente realizada antes da instalação dos revestimentos para evitar mancharmos o piso.

Instalação de bancadas de pedra

Fonte: https://comprandomeuape.com.br/2014/01/meu-ape-pedras-e-bancadas-de-quartzo-e-marmore.html

É ideal instalar as bancadas antes de revestirmos as paredes, para que a instalação das mesmas não danifique o revestimento. Além disso, alguns tipos de pedras produzem um pó que suja muito, portanto o ideal é que o revestimento seja instalado após esta fase.

Revestimentos

Fonte: https://www.mapadaobra.com.br/capacitacao/assentamento-porcelanato/

Depois da realização de todos os serviços que causam sujeira, podemos fazer a instalação dos pisos e azulejos. Porém, como ainda haverá muita movimentação na obra, é indicado que os pisos sejam protegidos para evitar riscos, quebras e manchas. Uma opção é utilizar o “Salva Piso”, que é um papel kraft impermeável e possui um plástico bolha resistente. Nesta fase também são instaladas as soleiras e os nichos.

Limpeza grossa

Fonte: https://www.tuacasa.com.br/limpeza-pos-obra/

Antes de receber os móveis planejados, os espelhos e vidros, é interessante que seja feita uma limpeza grossa nos ambientes, para que seja retirado todo o excesso de sujeira e pó.

Marcenaria e outros itens sob medida

Fonte: https://www.blogdamrv.com.br/moveis-planejados-ou-modulados-qual-a-melhor-opcao

Tudo já está pronto para receber a instalação de móveis e outros itens sob medida. Esses fornecedores devem fazer novamente as medições in loco, para que tudo seja feito corretamente e não aconteçam imprevistos. Vale lembrar, que é importante que os eletrodomésticos de embutir já estejam definidos.
Nesta etapa as louças e metais também já podem ser instaladas.

Pintura (última demão)

Fonte: https://revistacasaejardim.globo.com/Casa-e-Jardim/Decoracao/noticia/2016/05/8-erros-que-voce-comete-ao-pintar-paredes-da-casa.html

As instalações de móveis podem causar alguns danos na pintura, neste caso após essas instalações é feita a última demão de pintura para deixar tudo perfeito e sem marcas. Além disso, os rodapés, tomadas, interruptores e as luminárias também já podem ser instalados. Tudo com muito cuidado para não sujar as paredes e forros já pintados.

Limpeza final

Fonte: https://perfillimpeza.com.br/cuidados-com-a-limpeza-pos-obra/

 

Como estas etapas finais ainda podem fazer alguma sujeira, a limpeza fina devel ocorrer antes da entrega da obra.

Entrega dos móveis e eletrodomésticos

Fonte: https://revistacasaejardim.globo.com/Casa-e-Jardim/Dicas/Reforma/noticia/2020/06/21-erros-de-reforma-que-podem-comprometer-ou-encarecer-obra.html

Com o imóvel limpo, os móveis “soltos” podem ser entregues. É nesta hora que o layout é finalizado e todos os itens vão para seus respectivos locais conforme a planta.

Conclusão

Ufa! São muitas etapas, não é mesmo? Mas depois de tudo pronto vale a pena!

Vale lembrar que nem toda reforma vai ter todas essas etapas. Tudo vai depender do projeto. Por isso é muito importante ter um projeto e um profissional que te guie durante todo o processo de reforma.

Inclusive, lembre-se de contratar sempre profissionais de qualidade, pois são eles quem vão cuidar para que tudo fique do jeito que você sonhou e planejou.

Se você gostou desse conteúdo, compartilhe com as pessoas que você conhece e estão querendo reformar! Acredito que irá ajudá-las. Muito obrigada, beijos e até a próxima!

Redes sociais:

https://www.facebook.com/pennaarq/
https://www.instagram.com/pennaarq/
https://www.youtube.com/c/PennaArquiteturaeUrbanismo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here