/Abstrações no vazio da noite de um fim de semana//

0
318
/Abstrações no vazio da noite de um fim de semana//

Às vezes você só queria que a noite não acabasse.

Às vezes tudo o que precisa era ter saído com alguém. Quem? Qualquer um, até com você mesmo, sair por aí conversando francamente sobre todos os teus erros, neuras.

Às vezes tudo o que precisa é ouvir música. Pode ser uma Siouxsie and the Banshees, ou um rio passando.  Maldito pernilongo, não é preciso ouvir você voar…

Plam! Matei! Sangue! Che-che-che cherry bomb!

Sangue no meio do olho do furacão da noite profunda!

Às vezes tudo o que precisamos é de um chá, um café, um churrasco com algum amigo.

Às vezes basta a sinceridade, ou só a companhia.

Ouvir. Ouvir a si, ao entorno. Ouvir o silêncio ensurdecedor.

Por vezes é melhor só estar. Ou o melhor é fugir!? Fugir acompanhado. Sumir do mapa com alguém que faça que traga algum sentido.

Às vezes é só fumaça, um pensamento, um mal dia.

Enxaqueca. ‘’O medicamento deverá ser tomado de doze em doze horas, por três dias, ou até persistirem os sintomas’’.

Há quem diga que este remédio aí, cura. Mas também dizem que é loucura. Jura!?

Fazem dias que ouço um zunido de noite. Não são grilos, é algo além. Quem me disse isso foi a foto daquele menino gay no Instagram.

Às vezes só queria que a noite não acabasse. Amanhã seria domingo de noite. Que preguiça guardo do dia de domingo. Que preguiça guardo da noite de domingo.

Que preguiça ser domingo de novo.

Só queria congelar o momento, poder ser o que gostaria de ser. Que por um instante, o momento fosse impossível de se passar, pela previsibilidade do dia de domingo. Nele o imposto valeria o que se quisesse.

Tudo estava tão em sincronia, e acaba o fim de semana. Acaba o meu fim de semana.

Ponto final, plugo os fones no meu celular, toco na tela:

Mr. Blue Sky – – Eletric Light Orchestra – Out of the blue – 1977
‘’Mr. Blue sky, please tell us why you had to hide away for so long ?’’

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here