A Falsidade nas Redes Sociais

0
193

Sabemos que o mundo está cada vez mais conectado.  As pessoas se aproximam nos meios digitais. E nas redes sociais encontramos colegas e parentes perdidos, fazemos amizades com pessoas de outros países, Por vezes acabamos nos afastando de quem está mais próximo a nós. A solidão causada pelo uso da internet é um fator muito difundido atualmente. Além disso, o uso das redes sociais traz mais um perigo silencioso, a depressão. Pesquisas apontam que os casos de depressão  têm aumentado, em pessoas que utilizam com muita frequência as redes sociais. O que serve de alerta a todos nós, e também aos pais, pois crianças e adolescentes não têm experiência e facilmente caem em armadilhas encontradas no ciberespaço. E nas redes sociais encontramos um ambiente em que a falsidade impera e oprime.

 

As redes sociais, vendem um mundo de faz de conta, onde tudo é perfeito. E isto traz consequências negativas para vida dos seus usuários, que acabam por comparar a sua vida com a de outras pessoas. A frustração de não ser igual  ao ídolo, ou a determinadas pessoas, gera angústia, de que sua vida tem menor valor.

Este bombardeamento de informações, fotos e vídeos de momentos felizes e  superações e conquistas causam em quem tem propensão para a depressão um sentimento de inferioridade. Existe uma falsa sensação de que a grama do vizinho é mais verde. De fato, nem sempre as imagens que vemos são reais, a falsidade que invade as redes sociais passa uma sensação de perfeição.   Mas quem absorve este conteúdo, por vezes não sabe filtrar a diferença entre o real e o que é algo fabricado para gerar publicidade e lucro.

Facebook e Instagram são usados inúmeras vezes para atender a necessidades narcisistas ou de ostentação de alguns usuários. Que expõem sua vida, seus corpos a quem quiser ver. E vendem uma imagem falsa de uma vida perfeita.

Quem acessa acaba por se comparar. Por isso , é necessário se ter cuidado com o acesso, principalmente com o uso da internet pelos mais jovens. Às vezes, o uso de uma rede social pode acarretar sérios problemas de autoestima. Verifique os perfis que são seguidos pelos seus filhos e o tipo de conteúdo que estes produzem.

Os pais devem sempre conversar abertamente sobre o uso da internet. Orientando   que aquilo que está sendo publicado nas redes sociais nem sempre é verdadeiro. Haverá pessoas que iram utilizar estas redes para  mostrar  o seu melhor, ou até inventam situações, manipulam fotos apenas para obter mais likes e visualizações.  Para um adolescente que  segue o perfil do seu ídolo, este será um modelo de  perfeição o tempo todo, pois é isto que se vê nas redes. Então é preciso ter a noção que aquela pessoa vive uma vida real, fora das redes. E que também deve ter seus dias ruins, em que acorda chateado, que se sente feio, solitário ou triste.

Muito do que é consumido na internet não é real. Não precisamos de um tênis , celular do último tipo ou carro para sermos felizes. As redes sociais não são ruins, a forma que usamos é que deve ser revista. Elas não devem afetar nossa vida. A opinião de pessoas ou seguidores não pode e nem devem afetar você. Precisamos nos aceitar  mais, nos cobrar menos  e não sermos consumidos por este mundo feito de fantasias.

Geana Krause

krausegeana@gmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here