Alimentação no envelhecimento

0
2537

Com o aumento do envelhecimento da população, os cuidados com a alimentação dos idosos (acima de 60 anos) se tornaram fundamentais e alguns aspectos essenciais devem ser levados em consideração ao planejar um plano alimentar para este público.

 

O gasto energético diminui nas idades mais avançadas, boa parte pela redução da massa muscular, redução da atividade física e redução das atividades da vida diária. Portanto, o consumo calórico, na maioria das vezes, deve ser menor em relação ao público jovem. O problema é que muitos idosos consomem menos calorias do que o necessário, o que origina uma sensação de fadiga precoce, cansaço e pode acentuar a perda de massa muscular.

Nos idosos há uma necessidade de maior ingestão de proteínas, em torno de 1,0g a 1,25g de proteína por quilo. Uma ingestão exagerada deste nutriente pode promover uma digestão difícil e prolongada, sobrecarga no fígado e no rim, aumentar desidratação e diminuir a absorção de cálcio, que pode trazer consequência negativa em relação à massa óssea. Quantidades baixas demais podem prejudicar a regeneração celular e prejudicar a manutenção da massa muscular.

Os carboidratos podem ser ingeridos na faixa de 50 a 60% do total da alimentação diária, mas deve-se priorizar os carboidratos integrais, pois possuem uma quantidade maior de micronutrientes, além de ajudar no correto funcionamento do intestino, devido às fibras. Muitos idosos consomem quantidade ideal de carboidrato, porém há uma ingestão muito alta de produtos à base de farinha refinada e açúcar.

Em relação às fontes de gorduras não tem muito segredo. Devem ser consumidas as gorduras boas oriundas de castanhas, azeite, gergelim, abacate, sementes de abóbora e girassol, além de chia e linhaça. É importante priorizar as gorduras fontes de ômega-3, como chia, linhaça, castanha-do-pará, avelã e nozes, principalmente para idosos com problemas cardiovasculares.

Na próxima edição continuarei a falar sobre alimentação nas idades avançadas com foco em vitaminas e minerais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here