Dicas de Ouro para o desfralde. Diga adeus às fraldas!

0
85
Fonte da foto: https://paisefilhos.uol.com.br/crianca/tudo-sobre-desfralde-dicas-de-ouro-dessa-fase-para-tirar-de-vez-a-fralda-do-seu-filho/amp/

A retirada das fraldas é um processo muito importante  de transição da criança. E muito aguardado pelos pais. Pois traz  como bônus uma grande economia. Apenas quem tem esse gasto sabe como  ele pesa no orçamento.

E como saber se a criança está pronta? Qual é o momento certo? E onde e como o processo deve ser feito?

Muitas são as dúvidas e também os erros cometidos nesta fase. Para começar a ansiedade dos pais é um fator que pode atrapalhar. Não é incomum que se  tente antecipar este processo. O que acaba prejudicando a criança, forçada a pular uma fase bruscamente. Que pode acarretar problemas sérios no futuro. Como por exemplo o descontrole da evacuação, prisão de ventre, retenção urinária que pode causar infecções urinárias. Se o processo de retirada de fraldas se torna traumático, isto pode mesmo levar a traumas emocionais que seguirão para a vida adulta.

O adulto tem uma visão diferente da criança, sobre as funções corporais. Geralmente relacionam os escapes a sujeira e coisas negativas. E isto acaba sendo  verbalizado muitas vezes de forma agressiva. Brigar com a criança por quê ela fez “xixi” na roupa não é o certo. Ou falar que ela fez algo feio ou nojento. Pois este tipo de atitude deixa a criança constrangida, magoada e mais insegura. Achando que ela não vai conseguir.

Fonte da foto: http://www.followbaby.com.br/blog/dicas-de-como-desfraldar-com-sucesso/

Para as crianças o “xixi” e o “cocô” são produtos feitos pelo corpo, algo que eles produziram. Não existe esta relação de nojo, que nós adultos já atribuímos. É algo natural e assim deve ser tratado. Por isso a importância de primeiro respeitar a fase em que a criança se encontra. Antes de pensar em fazer retirada da fralda, deve se refletir se este é o momento certo e se a criança está totalmente preparada para o desfralde.

É normal que durante o desfralde a criança tenha escapes, nessas situações, os pais devem manter a calma e não cobrarem de forma agressiva os filhos. Tratando estes eventos como algo  normal da transição. Reforçando sempre a autoestima, e assim dando maior confiança a criança.  Outra dica é em vez de supervalorizar os “acidentes”, valorizar quando as coisas dão certo. Quando ela não molhou a cama , quando chegou  em tempo no banheiro. Elogie sempre! Bata palmas, faça festa!

Evite também fazer comparações  com irmãos ou outras crianças. Cada criança tem seu tempo. Não dê ouvidos a conselhos e palpites. Não se sinta forçado por outras pessoas, até mesmo familiares. Os pais conhecem seus filhos melhor do que qualquer pessoa, e só a eles deve ser esta tomada de decisão.

Será que chegou a hora de retirar as fraldas?

Nem todas as crianças desfraldam entre dois e três anos. Lembre-se o processo de transição do desfralde é da criança. Isto quer dizer que irá depender da maturidade dela.

Perceba os sinais que eles estão preparados para essa nova fase. Comece a observar com atenção, a mudanças, quando seu filho começar a falar que irá fazer xixi ou cocô. Nem sempre será a fala, mas às vezes gestos.  Parece algo simples, mas já  é um sinal de que  a criança apresenta bom desenvolvimento neurológico, e que consegue identificar quando  precisar ir ao banheiro.

Outras crianças começam também a ficar incomodadas com a fralda. Ficam puxando, descolando ou até mesmo retiram. Pois percebem que é melhor ficar sequinho do que com a fralda suja.

Não existe idade certa, sempre irá depender de cada criança. Pois cada uma tem o seu próprio ritmo. O desfralde é tão importante como qualquer outro processo de transição e envolve além de questões neurológicas, também as emocionais. Quando a criança para de usar as fraldas, ela também perder um momento a mais que teria com os pais. É uma transição em que deixa de ser bebê e começar a crescer. E isto pode ser muito assustador e doloroso tanto quanto deixar de mamar no peito, ir para escola ou dormir no próprio quarto sozinho.

Como ajudar a criança no processo de desfralde?

Para começar o desfralde não estipule um prazo. Quando colocamos uma data isto acaba apenas por gerar ansiedade e frustrações. Não faça comparações com o irmão, coleguinha, vizinho. Tabelas e sites normalmente têm tabelas com indicação de marcos do desenvolvimento, que são feitas com base na média de um grupo de crianças, ou seja a maioria conseguiu nesta “idade”, mas tem as crianças que obtiveram a maturidade antes ou depois. Seja confiante, não de muito importância aos palpiteiros de plantão.

Converse com seu filho sobre uso do banheiro para fazer xixi e cocô. E dê preferência aos penicos do que redutores de vaso. Muitas crianças sentem medo de cair dentro do vaso. Agora neste início prefira o peniquinho. Este também merece atenção ao ser escolhido. Não pode oferecer risco de virar. Ao comprar observe se ele é firme, se a criança poderá utilizar sozinha. Isto irá favorecer ainda mais a sua autonomia.

Dica de Ouro para a retirada de fraldas

Não existe fórmula mágica para a retirada de fraldas. Então tenha paciência. Mas algumas dicas podem ajudar muito neste processo.

Evite colocar roupas apertadas, com muitos botões, cintos ou que sejam difíceis para retirar. Invista em calças plásticas e fraldas de treinamento.

Use o lúdico como aliado. Faça brincadeiras,  invente e seja criativo. Vale tudo na hora de ir ao banheiro, de dar tchau para cocô, cante, conte histórias.

Enfim, crie o hábito de ir ao banheiro. Em vez de convidar para ir ao banheiro, estabeleça alguns horários. E lembre-se “acidentes” acontecem e são parte do processo.

Geana Krause

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here