Pantera Negra –  A Luta apenas começou!  

0
765
Pantera Negra -  A Luta apenas começou!  

Dia 28 de agosto fomos impactados com a notícia da morte do ator Chadwick Boseman, protagonista do filme Pantera Negra.

O filme da Marvel, dirigido por Ryan Coogler, que estreou em 2018, trouxe para as telas do cinema o personagem dos quadrinhos Pantera Negra, o primeiro negro no universo dos super-heróis. Com um grande elenco formado em sua grande maioria por atores negros, trouxe a tona vários posicionamentos e problemáticas tanto a favor como contra o filme. O ator que tinha participado de vários outros filmes de destaque, deixou como herança para a comunidade negra um exemplo de representatividade. Que se faz cada vez mais importante num mundo que hoje luta contra o racismo.

Quando o filme foi lançado grupos racistas se reuniram para fazer protestos e ataques on-line para prejudicar sua estréia. Isto aconteceu á dois anos atrás. Estamos vivendo outro momento histórico importante, onde movimentos como #BlackLivesMatter precisam surgir para que as vidas de pessoas negras sejam respeitas e valorizadas. Os incidentes e mortes envolvendo o racismo se espalham pelo mundo e no Brasil não é diferente. Grupos e movimentos antirracista se organizam para protestar.  E a sociedade civil se posiciona ou pelo menos deveria se posicionar. O racismo é real e agora é preciso enfrentá-lo de frente.

Mas em meio a tantas mortes e lutas o  nosso Pantera Negra deixa esse mundo que tanto precisava dele. Deixa um legado que não pode ser esquecido. Precisamos perceber a importância que teve o filme, e valorizar a representatividade que ele deixou. E incentivar que mais exemplos como o dele apareçam. Chadwick foi poderoso com o nosso super herói, exemplo nas telas e fora delas, lutou contra a falta de oportunidade, e encontrou na arte a  realização de um sonho. Lutou bravamente contra um câncer que infelizmente o levou. Mas não o derrotou. Pois muitos foram os frutos que por aqui ficaram.

Para a professora Estela Carvalho Benevenuto,  o filme Pantera Negra teve um impacto imediato nos meus alunos e alunas de B20. “ Quando foi lançado em 2018, principalmente as crianças que se identificavam como negras. Toda a estética do filme, o herói negro, o mundo paralelo entre África e o tempo atual foram  elementos que tornaram essa história um marco para a juventude negra, as crianças e também nós adultos. Um herói africano, em um universo colorido e tecnológico, bem diferente daquela visão pobre e servil do povo preto. Todos estes elementos despertaram um sentimento de pertencimento e empoderamento da população negra da minha comunidade escolar e de todo o mundo. Wakanda Vive! “

Pantera Negra foi mais que um herói, ele quebrou o estereótipos que se repetiam e ainda se repetem na televisão e no cinema, de que atores negro só pode representar, pessoas escravizadas , pobres e marginalizadas. Mostrou a África e seu povo de uma forma diferente.

Cauã Machado Bandeira,12 anos aluno do 6 º ano , relata que gostou do filme por ele ser diferente. “Eu nunca vi um super-herói negro na TV. É um filme que tem que prestar atenção para saber porque ele quer salvar Wakanda. Eu achava que África era diferente, não pensava que tinha tantas pessoas assim. Na Tv parece que só tem animal por lá. A melhor parte do filme é ver o Pantera Negra lutando para ser Rei e protetor de Wakanda. “

Para alguns, talvez estes movimentos antirracistas, bem como a comoção mundial  pela morte de Chadwick seja algo exagerado. Mas se pegarmos uma revista ou ligarmos a televisão,  em  pouco tempo percebemos que modelos e atores negros estão restritos a desempenhar certos papéis. Em que ficam normalmente em uma posição desfavorável e inferiorizada. Algo que se repete nas diferentes profissões, reflexo do que encontramos na nossa sociedade. O racismo  estrutural é muito freqüente no Brasil, tanto que acaba por vezes por passar despercebido. Ele está a tanto tempo enraizado que existe uma naturalização de algumas ações, hábitos e falas no cotidiano que promovem a segregação e o preconceito contra o povo negro.

Pantera Negra foi um grande marco no cinema mundial, por vários fatores. Mas o seu legado foi deixar para as nossas crianças, o orgulho se ver representado. Com sinônimo de justiça, força, beleza, cultural, riqueza e poder. Que as lições que aprendemos como o Pantera Negra não morreram jamais!

Wakanda Forever!

Geana Krause
Escritora e Psicopedagoga
krausegeana@gmail.com
51 985907730

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here