As dificuldades no relacionamento que são comuns em tempos de quarentena

0
1359
As dificuldades no relacionamento que são comuns em tempos de quarentena

Veja como mudar da crise para a boa convivência

 

Você está em casa nessa quarentena (que já está chegando a quase 3 meses!!!) e foi “obrigado/a” a ficar trancafiado com sua esposa ou seu esposo e já não está dando mais conta disso?  Por acaso está tendo muitos problemas, brigas e conflitos na sua relação? Então esse texto é para você.

Esse tempo nos fez perceber o quão difícil é uma relação a dois. Parece que a distância física, o trabalho fora e as ocupações acabam favorecendo e tornando a relação mais “fácil”. Mas eu venho trazer algumas duras verdades para todos nós. Verdades essas que tem a intenção de ajudar e melhorar a situação de vocês.

Quero que vocês voltem no tempo e lembrem de quando vocês se conheceram. A emoção, o desejo, a paixão explosiva e vontade de estarem juntos a todo tempo. É esse o sentimento que deve ser fortalecido dentro de nós. Mas com o passar dos anos, juntos, acabamos enxergando só os “defeitos” e implicando um com o outro. E esse é nosso grande engano.

Tudo o que nos incomoda no outro é parte de nós mesmos. O que me irrita no outro é algo que sobra dentro de mim. E você deve estar duvidando e se questionando: “mas e ai? O que eu devo fazer então? ” – E a resposta é: Você deve se ocupar em transformar-se numa pessoa melhor todo dia. Para o outro? Não! Para si mesmo. Ser mais paciente, elogiar mais, agradar, acariciar, agradecer. Fazer o que gostaria que fosse feito para você. Porque é daí que a mágica acontece. Quando menos se espera o outro começa a perceber que algo mudou e aos poucos vai mudando também (para melhor) – começa a parar de reclamar, a brigar menos, parar de gritar, etc.

Você pode até estar duvidando disso que eu lhe digo e te desafio a testar. Experimente mudar (você mesmo) e veja o que acontece ao seu redor.

Para ser tolerado, antes eu preciso tolerar.
Para ser amado, antes, eu preciso amar.
Para ser perdoado, antes eu preciso perdoar.

Essa lei da ação e reação está escrita até na oração de São Francisco:“Pois é dando que se recebe”.

Quer amor? Dê amor.
Quer paz? Seja paz.
Quer perdão? Perdoe.
Quer seu “namorado/a” de volta? Seja aquela antiga namorada/o. (apaixonante)

 

Não seja tão duro com vocês dois. A vida a dois é linda. Construir uma vida, uma família, uma história ao lado de alguém é muito trabalhoso, mas vale muito a pena.

 

Pense que quando estiver chegando ao final da tua caminhada, vai olhar para trás e ver quantas histórias, quantos desafios e quantas superações vocês tiveram JUNTOS.

 

Afinal nessa vida nada é para sempre, tudo passa. Os bons e os maus momentos também passam e o que sempre fica é a lição, o aprendizado, sua própria evolução como ser humano.

 

Então, ao invés de reclamar ou “condenar” seu parceiro, sua parceira, AGRADEÇA. Pois foi ele/ela que o ajudou a ser quem você é hoje.

 

Que sua relação seja revigorada! (Por você mesmo).

                          

ELIANA F. MAZIEIRO – Neuropsicopedagoga e Consultora Pedagógica da MapearELIANA F. MAZIEIRO – Neuropsicopedagoga e Consultora Pedagógica da Mapear.
Contato: (19) 99343-7574 / E-mail: eduquesuamente@gmail.com 

 

Para saber mais sobre a Mapear:
Endereço: Alameda José Fagiolo, 245- Bairro: Domingo de Syllos. Telefones: (19) 3680-0809 / 98975-3150.
Site: www.mapear.org.br

Redes Sociais:
Facebook: @ongmapear – https://www.facebook.com/ongmapear/
Instagram: @ongmapear – https://www.instagram.com/ongmapear/
Youtube: Mapear- https://www.youtube.com/channel/UCNQmijloptlMQ_cGNLyVMjA

Doações:
Banco do Brasil
Agência: 66-3 / Conta Corrente: 28.041-0
CNPJ: 21.795.959/0001-30 / Associação Mobilizando Amigos pelo Amor
Cadastre os seus cupons fiscais da Nota Fiscal Paulista e ajude a Mapear
https://www.nfp.fazenda.sp.gov.br/login.aspx

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here