INATIVIDADE FÍSICA

0
312
INATIVIDADE FÍSICA - foto Google

Inúmeros são os estudos epidemiológicos que demonstram a associação entre inatividade física e o desenvolvimento da obesidade, dislipidemias e diabetes, e que a prática regular de atividade física diminui o risco de desenvolvimento dessas doenças. Estima-se, por exemplo, que se a inatividade física não fosse eliminada, mas sim reduzida em 25%, mais de 1,3 milhões de mortes precoces por ano seriam evitadas.

 

Contudo, apesar de estudos epidemiológicos trazerem dados importantíssimos, eles não são capazes de estabelecer relações de causa e efeito. De modo a tentar comprovar essa causalidade experimentalmente e entender os mecanismos associados, pesquisadores de Copenhagen elaboraram um estudo com desenho simples, porém genial.

O objetivo era avaliar os efeitos da imposição da inatividade física em sujeitos jovens, saudáveis e fisicamente ativos sobre a composição corporal e o metabolismo. Para tal, os participantes diminuíram a quantidade de atividade física diária por meio da redução de passos (de 10.500 para 1.500 passos/dia) por 14 dias. Os resultados foram impressionantes e não por acaso publicados em uma revista de altíssimo impacto.

Após apenas 2 semanas de inatividade física, os participantes apresentaram diminuição importante da sensibilidade à insulina (aquela que está associada ao metabolismo do açúcar no sangue e o aparecimento do diabetes), aumento da trigliceridemia, redução da capacidade aeróbia (avaliada por meio do teste de esforço) e aumento da quantidade de gordura visceral, aquela gordura da região abdominal que fica entre os órgãos e está diretamente associada ao maior risco cardiovascular.

É interessante notar que o aumento de gordura visceral não decorreu de um possível superávit energético diário, uma vez que os sujeitos perderam 1,2 Kg de peso em média, resultado, aliás, da manutenção massa gorda total e perda de massa magra. Isso tudo em apenas 14 dias! Imagine os efeitos deletérios de uma vida toda de inatividade física.

Tome CUIDADO…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here