Será que sou o que PENSO que SOU?

0
219

“Penso que sou aquilo que eu penso sobre mim”.
Confuso?
O que você entende disso?

Imagino que sua mente começou a criar várias suposições sobre o que eu possa estar falando.

É assim o tempo todo, nossa mente cria pensamentos para justificar quem somos e o que fazemos. É como uma pipoqueira desenfreada.

Estamos tão identificados com nossos pensamentos que ACHAMOS que nós “somos o que pensamos”.

Foi assim durante muito tempo, mas agora são novos tempos. Podemos começar a perceber algo NOVO.

Para isso é bem importante que você note a presença dos seus pensamentos.

Na minha vida, ficou muito claro isso quando participei de um retiro de 10 dias de meditação e silêncio. Quem olha de fora acha que é difícil ficar tanto tempo sem falar, e eu digo, o desafio é parar o BARULHO que a mente faz. Só pude me dar conta ao silenciar a fala.

Parece uma balada com músicas de vários estilos tocando ao mesmo tempo, pessoas falando, ou melhor, atropelando as falas umas das outras num ritmo frenético.

É muito cansativo ficar neste “lugar”, só que ficamos o tempo todo sem tomar consciência disso.

Se não somos o que pensamos, então, quem somos?

Este que nos observa.

Experimente descansar a atenção no seu corpo, deixando os pensamentos descansarem no colo… simplesmente sendo.
Aos poucos, percebendo o que acontece no seu corpo.

Quando vem um conceito na cabeça, o corpo se contrai. Soltando a ideia, algo se relaxa.

Como é perceber isso? É possível?

Se quiser, conte sobre sua vivência nas redes sociais!

Seguimos conectados,

Laís

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here