Quer ser ZUMBI ou VIVER?

0
83

Todo começo de ano é a mesma história: queremos que seja MELHOR, DIFERENTE do anterior. Como gerar uma mudança REAL na vida?

Hoje eu quero te convidar a refletir sobre isso e, mais ainda, colocar em AÇÃO!

O primeiro passo que precisamos fazer é descrever em detalhes qual é a situação atual. Se eu não tenho clareza do que está acontecendo na minha vida, como poderei mudar? Então, vamos escrever! Pegue papel e caneta ou use seu bloco de notas do celular.

Pare alguns segundos e pergunte-se: “Como é meu dia a dia? O que me motiva acordar todos os dias? Como eu acordo, disposto ou cansado? Como é meu trabalho, gostaria que fosse diferente? Como é minha relação com as pessoas da família e amigos? Tem algum mal-entendido que preciso resolver? O que eu amo fazer, mas faz tempo que não faço? Quais sentimentos estão “morando” em mim atualmente? Que sensações eu percebo no corpo?” Escreva tudo que vier à mente – em detalhes, de preferência!

Estes dias atendi uma mulher, um pouco mais velha que eu. Ela chegou dizendo que era muito ansiosa e que havia muitas coisas acontecendo na sua vida: Término de um relacionamento, a sensação de sobrecarga (como se carregasse um peso nas costas), dificuldade de relacionar-se com os colegas de trabalho… No corpo: aperto no peito, angústia, cansaço, pernas inquietas… Após quatro consultas, ela me disse que estava feliz, que tinha tirado um “piano” das costas e que, quando olhava para trás, antes do tratamento, ela via-se como uma ZUMBI – Estava na vida mas não estava VIVENDO.

Isso me chamou muita atenção. Quanto tempo estamos na Vida mas não estamos VIVENDO realmente? Por isso eu te convido a perceber sua realidade: será que está vivendo? Ou está na vida como um “zumbi”?

A vida está sempre em movimento e nos convida a sair do lugar, “tirar o bumbum da cadeira”, não é assim? Mas, às vezes, entramos num lugar de vítimas da vida, onde tudo ao redor está errado. E achamos que dependemos de que o outro mude, para que nós  consigamos mudar…

Só de escrever isso eu já sinto que o corpo perde a força, desmonta. Quando isso acontece, precisamos sair deste lugar!!! Reconhecendo que estávamos ali no “muro de lamentações” e, conscientemente, saímos daquele lugar, assumindo a responsabilidade pela própria vida, como adultos! Encontre onde está esta força em você!

Desperte esse desejo de mudança que brota de dentro para fora! Em qual parte do seu corpo mora a alegria de viver? Leve a atenção a esta parte, descanse nela e deixe que ela fale com você! Esse é um grande passo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here