Bate Bola – Novembro/2018

0
61

. Brasil 1 x 0 Argentina, no último 16/10, não serviu de teste para a Seleção. Nem os brasileiros nem os argentinos, jogaram bem: um parecia com medo do outro. Depois da
Copa, essa foi a quarta partida do selecionado de Tite e, em nenhum deles, o time jogou com qualidade: lento, individualista e dispersivo.

. Incrível como o São Paulo caiu de rendimento. Na conclusão desta coluna, em 25/10, a equipe de Diego Aguirre estava em 4º lugar no Brasileirão. Esta decadência recente foi uma pá de cal no sonho do título nacional. Mais ainda há chances…

. O outrora criticado Deyverson segue em alta no Palmeiras, mas seu desequilíbrio emocional ainda pode custar caro ao clube comandado por Felipão. Escrevo depois dos 2 a 0 na Argentina, no jogo de ida das semifinais da Libertadores. Imagino o Palmeiras campeão brasileiro. Sem o título da Copa do Brasil, vencida com méritos pelo Cruzeiro, o Corinthians vive nova realidade: se afastar da zona de rebaixamento do Brasileirão. Conseguirá…

. A arbitragem brasileira vem dando aulas vexatórias. Negar a imperfeição tem sido a marca de árbitros e comandantes, alguns se julgando intocáveis. Altos investimentos nos clubes, grandes despesas e, num piscar, numa marcação ou interpretação equivocada, tudo vira pó. A bola da vez é o amparo no VAR (árbitro de vídeo). Não entendo como a salvação da arbitragem…

Escrevo, principalmente, sobre futebol. Aqui já há uma década, sempre com meu  nelcap@ig.com.br disponível. Interagir com leitores é ótimo: sinal que leem… Não responder e-mails anônimos não é preguiça, displicência nem malvadeza: é opção em não lidar com
pseudônimos, alcunhas, apelidos, codinomes etc. E sempre lembrando o pensamento do italiano Arrigo Sacchi: “o futebol é a coisa mais importante dentre as menos importantes”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here