Cidade Hackeada

0
288

Estive no HackTown, evento de alta tecnologia e inovação, que acontece há alguns anos em Santa Rita do Sapucaí, que graças ao Inatel, renomada faculdade de engenharia tecnológica, tornou-se o maior polo tecnológico de Minas Gerais.

Toda a cidade abraçou o evento, repleto de palestras cabeçudas e de uma programação cultural intensa, com bandas do cenário independente de Santa Rita e de outros lugares do Brasil, pelos bares, restaurantes e na praça principal da cidade.

Para quem foge do engessamento de ideias e busca algum horizonte criativo, o HackTown é para você.

O modelo do evento é uma versão do South by Southwest, festival de música, cinema e tecnologia que existe no Texas desde 1987. Segundo pesquisei na rede: ‘‘South by Southwest é um evento, ou melhor, um movimento, que une pessoas em busca de conhecimento sobre as mais diversas áreas, que estão em constante evolução e que tangem tecnologia. No festival é comum você ouvir a expressão “FOMO” (fear of missing out), sensação de sempre estar perdendo algo, pois são mais de cinquenta atividades acontecendo simultaneamente’’.

É impossível sair a mesma pessoa, depois de quatro dias de HackTown. Mesmo você não sendo um geek do universo high-tech, o evento te conecta, de uma forma ou de outra, com o futuro próximo e suas novidades. O BlockChain, a grande novidade do momento, surge como um novo conceito, difícil de ser explicado em poucas linhas, mas que mudará bruscamente a forma de como lidamos com as ferramentas de trabalho, e até, com algumas instituições. Tudo estará mudado.

Mais do que nunca, é necessário nos tornar pessoas abertas, despreconceituosas, aptas a trabalhar em equipe, comprometidas no seu trabalho, facilitando o trabalho das outras pessoas.

O futuro continua imprevisível, e este evento passa a ser uma visão do que poderá ser a realidade, como se estivéssemos observando por um buraco de fechadura para o futuro.

Inovar, é superar expectativas, e isso só é possível com boas ideias, conhecimento, e uma boa carga de criatividade. Mãos à obra!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here