Primeira década da coletânea de poesias da E. E. Profª Stella Couvert Ribeiro

0
432

Na noite da última sexta-feira, dezenove de outubro, na Fábrica de Expressão, equipe gestora, docentes e funcionários da escola Stella Couvert prepararam mais um evento em comemoração ao projeto que envolve a coletânea de poesias, em que os estudantes são escritores e artistas de suas próprias histórias.

O lançamento do livro “A arte de ser feliz 10”, neste ano, explorou o tema “Semear Amor”. Desde o início desse trabalho, os professores vêm desenvolvendo, através do cotidiano pedagógico, os valores humanos tão esquecidos em nossa sociedade atual. Nesse processo, os alunos expressam suas visões do mundo atual, suas alegrias e dissabores, frustrações e esperanças, conflitos e conquistas. O objetivo é formar cidadãos críticos e protagonistas de transformações e promover a crença de que, apesar dos obstáculos que se encontram na atualidade, é possível reverter a situação, levando em conta o fato do ser humano carregar em si a capacidade de se refazer e ser feliz.

O toque especial da festividade se deu com a aceitação do convite do Cônego João Antônio Darcie em pronunciar palavras de ânimo ao público. Seguiram-se apresentações que se mesclavam com leituras e declamações das poesias compiladas. A parceria com a Fábrica de expressão possibilitou aos espectadores mostras de dança do ventre de Daniela Ferfolha com suas dançarinas e Susy Dessimoni. Em melodias harmoniosas, a professora aposentada Maria Teresa Ratti de Oliveira foi regente de um grupo de flautistas. Para momento de descontração e comicidade, oportunizou-se uma peça teatral encenada pelos alunos da unidade escolar. Houve uma novidade com exibições musicais do professor Tiago Marcelino Alves e seu parceiro de banda Davi Alexandre Tavares que culminou com grande expectativa e homenagem surpresa para a aluna Paola Helena Ribeiro da terceira série do ensino médio, que teve sua poesia musicalizada mediante seu mérito.

Após terem seus talentos ressaltados, os educandos se dirigiram para a tradicional mesa solene, distribuindo os autógrafos que fizeram o registro da primeira década da coletânea de poesia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here