Acontece com os velhos

0
293

“Outro dia decidi lavar o carro; peguei as chaves e fui em direção à garagem, mas notei minha correspondência largada sobre uma mesa.Tudo bem, lavarei o carro, mas antes vou passar os olhos nos envelopes, porque pode ter chegado alguma coisa importante ou urgente. Pondo as chaves sobre a escrivaninha ao lado e olhando a correspondência, vejo muita coisa inútil que resolvo jogar fora. Noto que a lixeira está cheia.

Então vou esvaziar a lixeira. Coloco as contas sobre a escrivaninha, mas lembro que existe um caixa eletrônico bem perto de casa. Vou primeiro pagar as contas. Coloco a lixeira no chão, pego as contas e saio em direção à porta da rua.
Onde está o talão de cheques? Achei, mas só tem uma folha em branco. Lembro-me do talão novo na escrivaninha.

Ao passar pela mesa de jantar, encontrei aquele refrigerante que eu estava tomando. Antes de ir apanhar o talão, preciso guardar o refrigerante na geladeira.
Indo na direção da cozinha, noto que as flores de um vaso parecem murchas. É melhor trocar a água.

Coloco a garrafa do refrigerante no balcão da cozinha. Foi aí então que achei meus óculos, perdidos desde a manhã! Melhor guardá-los logo, antes que sumam de novo.
Pego uma vasilha, que encho de água, e vou em direção ao vaso.

Deixaram o controle-remoto da TV aqui em cima. Quando precisarmos dele à noite, ninguém se lembrará de procurá-lo na cozinha. Melhor levá-lo para a sala. Mas…
Ponho os óculos sobre a mesa e pego o controle. Ao jogar água para a planta, caíram uns pingos no chão. Coloco o controle sobre o sofá e vou buscar o pano.
Tento me lembrar do que estava indo fazer. Ah, os óculos! Depois o pano…
Final do dia: carro sujo, contas não pagas, refrigerante quentinho, flores aguadas pela metade, só uma folha de cheque e não sei onde meti as chaves do carro.
E olhe que estou cansadíssimo, porque estive ocupado o dia inteiro!”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here