O mundo segundo Sheldon Cooper

0
2307

Se você é alguém que gosta de cultura pop e está nesta onda nerd do momento, acompanhando os lançamentos da Marvel, os relançamentos de Star Wars e sabe um pouco sobre as séries de TV, deve conhecer Sheldon Cooper.

Estereótipos à parte, são hilárias as peculiaridades do personagem de The Big Bang Theory, com suas manias de organização e infinitas referências pop sobre filmes, séries, jogos e Física – além dos tantos comentários sobre a típica vida de um nerd – fazem dele alguém bem improvável para analisar o mundo. Por isso mesmo vou tentar descrever como seria isso:

‘A vida é um solitário jogo de World of Warcraft, onde as vezes precisamos de alguém para completar nossas quests.

Sobrevivemos como um Tamagoshi, e em algum momento da nossa jornada, alguém nos diz que precisamos de um objetivo na vida, e como Golum de O Senhor dos Anéis partimos a procura de nosso precioso’.

Para Sheldon, o mundo é um grande jogo de plataforma, por isso vive analisando as situações e aprendendo sobre a Natureza Humana. Para ele ‘A amizade é um contrato de convivência. ’    

Aprender não é somente de Humanas, mas também humano! Sempre se dispor a descobrir algo novo vale a pena. Sobre isso, Dr. Sheldon Cooper diria, brilhantemente:

O melhor amigo que alguém pode ter, depois da invenção do computador, é o Google’.

São várias as situações que Sheldon nos dá lições de vida:

‘Que a felicidade não dependa de se ter um parceiro, que nos bastamos se soubermos ser feliz com nós mesmos’;

‘Que não esperemos do outro a total correspondência de nossas expectativas; não imponhamos nossas vontades no outro, vá na onda do momento e seja feliz com aquele instante. ’

Na série, Sheldon é o chato-mor, metódico, egocêntrico, tem sempre opinião contrária da turma.  Isso me faz concluir que toda turma tem seu Sheldon Cooper. Não é gente?!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here