Amor Exigente Comportamento

0
342

O  Amor-Exigente é um programa comportamental que parte do seguinte princípio: “NADA MUDA SE VOCÊ NÃO MUDAR”. Essa colocação, num primeiro momento, gera certa desconfiança nos familiares que chegam as nossas reuniões, pois o motivo da procura é o desejo de modificar o comportamento de seu ente querido que está fazendo uso de drogas.

Participando das reuniões, logo percebem uma realidade: Deus não nos deu o poder de modificarmos ninguém, mas nos deu o poder de mudarmos a nós mesmos e esse é o segredo: quando mudamos a nós mesmos, aqueles que estão a nossa volta precisam se adaptar as nossas mudanças.

Isso não significa que estamos errados ou que somos culpados pelas falhas do outro, mas nos sinaliza sobre o que podemos fazer de diferente. Costumo citar um exemplo muito simples para ilustrar essa visão. Estávamos trabalhando sobre o princípio que trata da importância da cooperação no grupo familiar e uma mãe reclamava que em sua casa isso era impossível. Ela trabalhava o dia todo e ao retornar no final do dia encontrava a pia da cozinha amontoada de copos e xícaras sujos, enquanto suas adolescentes nada faziam. Cansou de tentar modificar o comportamento delas sem sucesso e entendeu que precisava modificar o seu. Lavou os copos e xícaras e encaixotou, deixando apenas dois ou três para o uso diário.

Normalmente possuímos comportamentos padronizados e previsíveis  e isso nos torna vulneráveis em relação ao outro. Muitos filhos enxergam seus pais da mesma forma que enxergam a TV da casa e eles com o domínio do controle remoto: sabem exatamente em qual tecla apertar para conseguir o que desejam. Quando, para complicar existe o fator “droga”, eles sabem como manipular, para conseguir seus objetivos.

Assim como os comportamentos dos nossos filhos nos afetam, os nossos também são capazes de afetá-los, portanto, precisamos aprender a cuidar dos nossos comportamentos e fazer deles exemplo e modelo a serem seguidos, assim ganhamos em autoridade para cobrá-los. É complicado desejar filhos equilibrados se vivemos em estado de loucura.

Como nossos comportamentos afetam nossos filhos, precisamos adotar atitudes que os afetem de forma positiva, eliminando aquelas que podem afetá-los negativamente.

C.G.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here