Principais SOFTWARES para Arquitetos (Parte 2) | Penna Arquitetura e Urbanismo

1
536

Salve galera, tudo bom com vocês? Nesse texto, vou continuar falando sobre os softwares importantes para os arquitetos, focando nos utilizados para os processos renderização e pós-produção.

Vou começar falando sobre alguns usados para renderizações: V-ray, Kerkythea, 3DMax e Lumion. Depois vou falar dos utilizados para pós-produção e criação de pranchas de projeto: Photoshop, Corel Draw e Adobe Illustrator. Por fim, vou falar sobre um programa utilizado para realidade aumentada.

  1. Renderização
    • V-RAY

V-RAY na realidade é um plugin, ou seja, deve ser instalado dentro de outro programa de modelagem, como por exemplo o Sketchup, que eu falei no último texto. Ele foi desenvolvido, em 2002, por uma empresa búlgara chamada Chaos Group.

Este software executa renderizações fotorrealistas, que são imagens em 3D com qualidade fotográfica. Através das suas configurações, ele atribui propriedades como iluminação, texturas, brilhos e transparências, transformando o desenho em uma imagem tão realista que muitas vezes pode ser confundida com uma fotografia de um ambiente já construído. Por isso, dentre os demais programas semelhantes existentes, o V-Ray se sobressai devido à sua eficiência e qualidade.

  • KERKYTHEA

É um software instalado independente do SketchUp e de outros softwares de modelagem. Ele possui o recurso de importação dos modelos do tipo .skp (Sketchup), por exemplo.

Ele possui basicamente as mesmas funções do V-ray, sendo tão bom quanto. Como não uso esse software pesquisei sobre ele na internet e pude perceber, a partir dos comentários das pessoas que o utilizam, que seu grande diferencial é a rapidez e a praticidade com que ele gera imagens de alta qualidade.

Ele ainda possui um extenso editor de materiais próprios, que permite que as imagens 3D tenham uma melhor qualidade no alcance dos efeitos de brilho, reflexo e textura. Além de possuir recursos que reproduzem os efeitos da luz real através dos conceitos da iluminação indireta.

  • 3DSMAX

O 3dS Max ou 3d Studio Max, da Autodesk, é um programa de computação gráfica para animação 3D, modelagem 3D e maquete eletrônica. Apesar de ele ser utilizado para modelagem, de uma forma em geral, e eu deveria ter falado sobre ele no último texto, ele é mais voltado para a renderização e animações, portanto resolvi falar sobre ele neste post.

Se o objetivo é fazer apresentações básicas e conceituais (esboços ilustrativos), sem altíssimo grau de exigência quanto ao fotorrealismo ou qualidade para exibição em grandes mídias, não é necessário utilizar o 3dS Max. Entretanto, para os profissionais da área da construção, que sejam especialistas em visualização de projetos ou gostem de fazer apresentações aprimoradas e altamente elaboradas, certamente ele é uma ferramenta que dá um grande diferencial nas apresentações.

Além disso, ele é mais especificamente utilizado, nos campos de criação de jogos ou vídeo games, para animações usadas no cinema, comerciais de TV e animações para televisão. Porém, existe uma versão para Design que visa a tornar este programa mais voltado para de visualização 3D e animações de projetos de engenharia, arquitetura. Nele é possível modelar o ambiente por completo como definir luz, sombras, materiais e ambiência, além de também possibilitar passeios virtuais de alta qualidade. O software permite a instalação de plugins, como o V-Ray para melhorar e auxiliar a qualidade da imagem como um todo.

  • LUMION

É um programa criado para solucionar um dos maiores problemas dos demais softwares já citados anteriormente: a criação rápida de vídeos. Porém, não se trata de um software de modelagem. Nele é trabalhado o cenário e a composição de cena, ou seja, você vai continuar a fazer seus projetos 2D e 3D nos programas de costume (AutoCAD, Sketchup, Revit, etc), e depois de pronto, com seu projeto 100% modelado, você apenas importa as estruturas 3D para dentro do Lumion, criando assim toda apresentação final.

É possível texturizar, iluminar, inserir objetos, mobiliário, vegetação, carros, pessoas e gerar imagens e vídeos. Ele oferece cenários prontos para apenas personalizá-lo de acordo com suas necessidades, você escolhe da quantidade de nuvens à intensidade da luz solar, tendo total liberdade criativa e agilidade.

Pode-se criar tanto imagens 3D estáticas, quanto apresentá-las de vários ângulos em passeios virtuais. Tudo feito de uma maneira super fácil e rápida, sem haver a necessidade de investir horas de estudos em um programa de renderização mais complexo. Porém, uma desvantagem seria que apesar do grande número de blocos 3D em sua biblioteca fica difícil importar outros blocos para ele, além de seu render não ser tão realista.

  1. Pós-produção e criação de pranchas de projeto
    • ADOBE PHOTOSHOP

Criado em 1990, pela Adobe, o Photoshop é considerado o melhor editor de imagens já criado e o mais utilizado pelas empresas de publicidade, marketing, design, assim como as de arquitetura e design de interiores. Ele suporta imagens em qualquer formato e exporta imagens para diferentes fins. Pode não ser um programa criado especialmente para arquitetos, mas é muito importante para a pós-produção de um projeto, já que possibilita correções de luz, saturação e cor, e a inserção de filtros, aprimorando ainda mais o trabalho.

Após feita a renderização, em qualquer um dos softwares mencionados anteriormente, é possível conseguir um resultado final ainda mais realista. Se já ficamos impressionados com o resultado das imagens renderizadas pelo V-Ray, por exemplo, com o Photoshop é possível deixá-las ainda melhor. Já que, através de diversas camadas (Layers), podemos, de forma prática, humanizar nossos renders, trazendo vida para nossas imagens, com a adição de escalas humanas, vegetação, veículos, reflexos, entre outros.

  • COREL DRAW

É um programa de desenho vetorial 2D para design gráfico desenvolvido pela Corel Corporation, uma empresa canadense. Ele cria e edita imagens, possibilitando a criação e a manipulação de vários produtos, como por exemplo: desenhos artísticos, publicitários, logotipos, capas de revistas, livros, etc. Ele é usado, na área de Arquitetura geralmente para a criação de pranchas de projeto ou de concurso, além de poder auxiliar arquitetos na construção de plantas humanizadas, layouts e folders, por exemplo. Ou seja, ele é o responsável pelo design gráfico, desde a elaboração de portfólios, cartões de visita e diagramas conceituais, até a organização de pranchas.

O Corel Draw é muito utilizado quando é necessário fazer a apresentação de um projeto através de uma ilustração, como por exemplo as plantas humanizadas – desenhos com o formato planta baixa (vista de cima), extremamente úteis para que os clientes tenham melhor entendimento espacial de todo o projeto.

  • ADOBE ILLUSTRATOR

Adobe Illustrator é um editor de imagens vetoriais desenvolvido e comercializado pela Adobe Systems. Ele possui ferramentas e funções semelhantes ao Corel Draw. Ou seja, é utilizado para criar ilustrações, gráficos e logos, além de ser usado para criação de layouts para web, conteúdo interativo, animações e criação de pranchas de projeto. Ele também é extremamente útil para trabalhar com projetos de desenho urbano, paisagismo e urbanismo. Uma vantagem em relação ao seu concorrente, o Corel, é o fato dele ser mais rápido e travar muito menos.

  1. Realidade aumentada
    • AR-MEDIA

AR-media é um plugin de realidade aumentada compatível com alguns softwares, como o 3DSMAX e o SketchUp. Ele foi criado por uma empresa italiana, chamada Inglobe Tecnologies. Com ele é possível transformar sua simples imagem 3D em uma maquete física. Com isso, podemos observar todos os ângulos e comportamentos de um projeto, pois podemos manusear esta volumetria como se ela fosse fisicamente feita.

Vale lembrar que a apresentação dos projetos é a etapa com a qual a renderização mais contribui. Quanto mais próximo da realidade, menores as chances de frustrações por parte do cliente. Porém, também é importante ressaltar que antes de investir em qualquer um desses programas, pense no seu foco profissional e nos projetos que você executa ou pretende executar no futuro. Além disso, a maioria dos softwares que falei aqui exigem um bom computador, porém deve-se ter em mente que será um investimento que valerá a pena. Ainda tem alguma dúvida sobre algum desses softwares? Escreva para mim nos comentários. Muito obrigada e até a próxima!

Redes sociais:

https://www.facebook.com/pennaarqurb

https://www.instagram.com/pennaarqurb/

https://www.youtube.com/channel/UCW3IWblEyxfURqUAArW3Lag

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here