Amar é perder!

0
737

Em tempos de tanta dubiedade nas atitudes das pessoas, naturalmente exige-se a necessidade de maiores garantias. Muitos de nós utilizaremos esta “regra” para todas as realidades da vida, inclusive nos relacionamentos. E quem inicia um relacionamento assim, certamente já esta fadado à decepção! Não há como se amar com garantias, seguros de perdas. O risco de se amar é o risco de se viver.
Recordo-me sempre das palavras fantásticas de Jesus quando, em muitos momentos, disse que quem perde algo por Ele, ganha.
O Apóstolo João dirá que Deus é amor, Jesus é um com o Pai – logo, é amor. Então, quem perde, entrega, quem deixa partir pelo amor, este ganha! É algo revolucionário!
Esta maneira de amar é o caminho mais seguro para sermos felizes. Como seria isto na prática?!
Quem ama não, espera, mas antecipa-se em amar! Ama por primeiro e o que vier como fruto deste “amor”, feito atitude é “lucro”, não expectativa, devolução ou resposta.
Não digo ser fácil, mas possível e libertador. É certamente a maturidade necessária para a durabilidade de qualquer relacionamento. O amor necessita de liberdade – sufocado, ele morre. E ficar excessivamente sempre cobrando, exigindo e controlando não é sinal de que se ama, mas que se está doente. A sanidade do amor consiste na gratuidade com que se ama e se vive a dois. Quem ama, sabe perder e sabe ainda mais recomeçar!
E isto não se aplica simplesmente ao amor conjugal, mas em todas as esferas da vida. Uma Mãe que não sabe “perder” o filho para suas escolhas, acaba com a vida dele ou com a vida dela! Saber perder não é um fardo, mas uma libertação! Só quem ama, perde – o egoísta quer ganhar sempre!
Um abraço cheio do amor de Deus!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here