Casamento???

0
430

Não podemos negar que caminhamos, infelizmente, para uma sociedade cada vez mais fragmentada de valores, de referencias e de comprometimento afetivo. É um tempo que “valoriza” o descartável, que se alegra com isso e promove, com desculpas de liberdade de decisão e escolhas, o aborto, a eutanásia, relacionamentos superficiais e tantas outras maneiras de transformar nossa vida, nosso corpo em meio egoísta de felicidade.

Quando adentramos na Sagrada Escritura notamos que uma das primeiras ações de Deus foi criar o homem e a mulher em sintonia e abertos ao amor e suas conseqüências. É surpreendente e admirável que o amor humano, o amor entre um homem e uma mulher – amor que envolve doação– seja posto como a coroação da criação de Deus.

 Acontece assim o primeiro Matrimônio, o primeiro casamento da humanidade. Deus deseja o amor aos seus filhos, amor que passa por outros corações, amor que se divide, que se oferta! Amor que exige aliança, sacrifício e confiança. Por escolha, livre, madura e gratuita o homem e a mulher, pelo amor, assumem uma aliança por toda a vida. E para quê? Primeiro por amor, para curtirem e viverem o amor entre eles, e se amando “serem felizes para sempre” e em segundo lugar, para partilharem esse amor com outros: os filhos que Deus enviar.

Percebe? O amor é assim, difusivo… Ele se espalha, se difunde. Quanto mais o casal se ama, mais partilha! Sabemos que o matrimônio não é uma “invenção” do cristianismo. Ele existe desde que o homem é homem. A Escritura diz que Deus nos criou à sua imagem, como sua semelhança… Entre outras coisas, isso significa que o homem tem um coração como o coração de Deus, capaz de amar e ser amado. Todos temos sede de dar e receber amor. Somente amando nos humanizamos, amadurecemos. Quem não ama vira bicho, se desumaniza!

Lembremos que o amor não é pronto, os relacionamentos não são prontos. É necessário investir neles! O amor se aprende, o amor se constrói! Quem não está disposto a se construir e se formar no dia a dia não deveria nunca se casar… Porque nunca saberá amar de verdade! Amar é ser feliz na felicidade do outro, é saber sair de si para ir ao encontro do outro, com seus sonhos, projetos e jeito de ser… Ah como é difícil casar não é?! NÃO! Na verdade difícil é amar, pois o amor não é brincadeira, não é para fracos, covardes e egoístas. Amar em tempos atuais é um grande ato de coragem!

O amor verdadeiro no casamento não se dá entre dois seres perfeitos e totalmente integrados, mas entre duas pessoas com suas virtudes, defeitos e feridas… Pessoas que estão em construção, pessoas que precisam ser perdoadas, acolhidas, amadas, aceitas… Neste sentido, o matrimônio é um belíssimo meio para sair de si, para abrir-se para o outro, para aprender a partilhar. O matrimônio é caminho de superação, humanização e amadurecimento!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here