A história dos padrões de potabilidade de água no Brasil

0
1358

Os primeiros padrões de potabilidade de água no Brasil foram publicados pelo Estado de São Paulo por meio do Decreto Estadual nº 15.642 de 9 de fevereiro de 1946. Neste decreto foram estabelecidos os padrões mínimos para a qualidade da água servida a população.
Depois com o avanço da tecnologia em análises e com a expansão urbana nos grandes centros, apartir de 1958 veio o Decreto Estadualnº33. 047 de 04 de julho na qual estabeleceu novos parâmetros físico-químicos e bacteriológicos, também padronizou os padrões da potabilidade das águas destinadas a alimentação.
O grande avanço após o Decreto de 1958 foi que ele serviu como base para a legislação federal na década de 1970, e a criação do Decreto Federal nº79. 367 de 9 março de 1977,na qual estabeleceu os padrões de potabilidade de água  e a responsabilidade do Ministério da Saúde no âmbito nacional.E na qual foi formalizada através da Portaria nº56Bsb,de 14 de março de 1977.
Após traze anos foi publicada a Portaria nº36 GM, de 19 de janeiro de 1990, onde revogou a portaria nº56Bsb. Após passados dez anos em 29 de Dezembro de 2000 foi publicada uma nova portaria,a de nº1469 na qual estabelece o controle e a vigilância  da qualidade da água para consumo humano.
A portaria nº518 de 25 de março de 2004 atualiza a anterior e atribui a coordenação Geral de Vigilância em Saúde Ambiental (CGVAM) e a Fundação Nacional de Saúde (FUNASA). E foi criado em 12 de dezembro de 2011e publicado o decretonº2.917/2011 na qual novos parâmetros químicos,a inclusão de alguns agrotóxicos , metais e parâmetros microbiológicos que usamos até hoje.
Fonte: Guia de potabilidade para substancias químicas.
Foto: www.google.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here